Esse tal de blockchain

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
5/5

Um blockchain é um livro público de informações coletadas por meio de uma rede que fica registrada na internet. É como essas informações são registradas que dão ao blockchain seu potencial inovador.

A tecnologia Blockchain não é uma empresa, nem é um aplicativo, mas uma maneira totalmente nova de documentar dados na Internet. A tecnologia pode ser usada para desenvolver aplicativos blockchain, como redes sociais, mensageiros, jogos, trocas, plataformas de armazenamento, sistemas de votação, mercados de previsão, lojas on-line e muito mais. Nesse sentido, é semelhante à Internet, e é por isso que alguns chamam de Internet 3.0.

As informações registradas em uma blockchain podem assumir qualquer forma, seja transferência de dinheiro, propriedade, uma transação, identidade de alguém, um acordo entre duas partes ou até quanta eletricidade um eletrônico consome. No entanto, isso exige validações de vários dispositivos, como computadores, na rede. Quando um acordo, também conhecido como consenso, é alcançado entre esses dispositivos para armazenar algo em uma blockchain, ele está inquestionavelmente lá, não pode ser contestado, removido ou alterado, sem o conhecimento e permissão daqueles que fizeram esse registro, bem como a comunidade em geral.

Imutável?

Como nada que é gravado em uma blockchain pode ser alterado, é importante ter certeza absoluta de onde você está enviando dinheiro. Em uma blockchain, uma vez que uma transação é enviada, ela é selada e não pode ser revertida.

As informações são empacotadas em blocos, que se vinculam para formar uma cadeia com outros blocos de informações semelhantes.

É esse ato de vincular blocos a uma cadeia que torna as informações armazenadas em uma blockchain tão confiáveis. Depois que os dados são gravados em um bloco, eles não podem ser alterados sem a necessidade de alterar todos os blocos que vieram depois dele, tornando impossível fazê-lo sem que sejam vistos pelos outros participantes da rede.

3 características do blockchain

Gravação: as informações armazenadas têm registro de data e hora.

Transparência: qualquer um pode ver o razão das transações.

Descentralizado: o razão existe em vários computadores.

Normalmente, cada bloco contém os dados que está gravando, por exemplo, uma transação como o token de 1 bitcoin sendo enviada de Alice para Bruno, além de registros de data e hora de quando essas informações foram registradas. Também incluirá uma assinatura digital vinculada à conta que fez a gravação e um link de identificação exclusivo, na forma de um hash (pense nela como uma impressão digital), para o bloco anterior da cadeia. É esse link que impossibilita a alteração de qualquer informação ou a inserção de um bloco entre dois blocos existentes.

Para isso, todos os blocos a seguir também precisam ser editados. Como resultado, cada bloco fortalece o bloco anterior e a segurança de todo o blockchain, pois significa que mais blocos precisariam ser alterados para violar qualquer informação.
Quando combinados, todos eles criam um armazenamento inquestionável de informações, que não pode ser contestado ou declarado falso.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
On Key

Conteúdo relacionado